Dylan O’Brien e elenco de The Maze Runner para o site TeenLink

É difícil de imaginar: acordar em um lugar nada familiar sem lembranças de seu passado e nem mesmo seu próprio nome. Faça desse lugar um labirinto em um mundo pós-apocalíptico, e você colocou-se no centro da clareira, no centro da ação de “The Maze Runner.”

O romance best-seller de James Dashner está fazendo o seu caminho para as telonas. Thomas (Dylan O’Brien) entra na clareira e assume o desafio de descobrir não só uma saída, mas também a razão pela qual ele e todos os outro Gladers estão presos lá. O filme estrela O’Brien, Will Poulter e Kaya Scodelario.

Teenlink sentou com o elenco do filme para saber mais sobre o que rolou na produção de “The Maze Runner”

Teenlink: Algumas das cenas do filme são bem thrilling de ver. Como é gravar essas cenas e depois vê-las?

Dylan: É muito mais engraçado filma-las. Quando você as assiste, você não está rindo. Sempre nos perguntam “É difícil de imaginar tudo lá?” mas grande parte de atuar é só imaginação, de qualquer forma, não é difícil. É realmente engraçado e quase fácil. Eu moveria de para um lado, e logo depois eles adicionavam um Verdugo correndo atrás de mim, então parece que estou esquivando. Você pode criar o que acontece nas sequências.

Will: A compreensão do Wes em relação aos efeitos é tão forte, especialmente quando você considera o orçamento que nós tivemos para fazer esse filme. É tipo o orçamento de uma comédia romântica.

Dylan: E nem mesmo uma comédia romântica cara.

Teenlink: Uma vez que foi o primeiro filme do diretor Wes Ball, como foi a sua vibe e estilo de dirigir?

Kaya: Eu amo trabalhar com diretores de primeira viagem. Você está ajudando alguém a criar o seu bebe e eles estão depositando toda sua energia, amor e trabalho nisso. Não é apenas sobre o salário. É pura arte na sua melhor forma. Ter um diretor que é bom e pode realmente lidar com um trabalho de primeira viagem é inédito, mas com Wes não consigo pensar nem mesmo em uma única colisão. Ele nunca, nem uma vez, levantou sua voz, perdeu a cabeça ou parecia sobrecarregado.

Dylan: Ele é assim no comando, sem nunca ser autoritário. Ele tem um tremendo controle e confiança e não é nem um pouco arrogante. Ele é o melhor, o cara mais descontraído, mas também no topo de tudo.

Teenlink: Onde vocês estavam e como vocês reagiram quando souberam que ganharam o papel?

Dylan: Eu estava gravando “Teen Wolf” e durante um dos intervalos olhei para o meu celular e vi que o meu agente e manager haviam me ligado. Então liguei de volta para eles e me disseram que havia conseguido o papel. Você sempre sabe que quando eles colocam minha mãe na linha, serão notícias boas. De outro modo, teria sido apenas como “é a mãe do Dylan na linha. Você não conseguiu o papel. Bem, tenha um bom dia de trabalho” Mas eu estava genuinamente excitado e tão aliviado porque eu não estava confiante que eu iria.

Will: Eu penso por todo mundo, independente da indústria que você trabalha, quando você consegue um novo trabalho é a melhor sentimento do mundo. Nós apenas sentimos que somos tão sortudos e que nosso trabalho é incrível. O sentimento é indescritível.

Kaya: Eu ainda choro todas as vezes que eu consigo um trabalho, especialmente esse. Quando eu consegui este papel, estava tão feliz que chorei. E depois quando fomos para Louisiana e eu estava ajudando nas audições para a parte do Dylan, eu ainda estava petrificada que eles iram me incendiar. Eu ainda estava assustada que eles iriam pensar tipo “Uh, isso foi um erro.”

Dylan: Eu estava tipo “Você tem o papel.” Todo o tempo que tenho vindo a fazer audições, você tem sido a menina. Eu fui a última pessoa absoluta a ser chamado.

Teenlink: Como foi o processo de audição?

Dylan: Demorado e super cansativo. Quando saí para fazer o teste de tela final, eu literalmente não dormi. Eu saí de uma noite de gravação de “Teen Wolf” e o carro que me levaria para o aeroporto já estava lá. Eu entrei no carro, fui para Louisiana, fiz o teste com Kaya e voei de volta. Graças a Deus deu tudo certo.

Will: Agora nós, obviamente, não conseguimos imaginar qualquer outra pessoa fazendo qualquer papel. É um filme com um elenco muito bom. Parece que é o tipo de coisa a se dizer, mas é tão verdade. Não há um elo fraco.

Teenlink: Will, muita gente conhece você por estrelar em “A Família do Bagulho” atuando um personagem engraçado e idiota e agora, neste filme por ser muito mais resistente.

Will: Eu não acho que gosto mais de um do que do outro. Eu só gosto da proposta de atuar diferentes tipos de personagens e apenas a oportunidade de desafiar você mesmo, fazer coisas diferentes e surpreender as pessoas. Eu realmente não quero atuar o Will Poulter para o resto da minha vida porque isso é chato. Mas entre drama e comédia, eu realmente não tenho uma preferência. É engraçado porque nós sempre dizemos que [The Maze Runner] é, obviamente, um filme muito dramático. Há alguns momentos cômicos, mas todos nesse filme são engraçados. Todos nós fazemos um ao outro rir muito. Isso fez toda a experiência mais engraçada porque mesmo quando estávamos fora do set, estávamos apenas nos divertindo e tendo um ótimo momento. Nós passamos todo esse tempo falando que somos muito próximos e isso é 100% verdade. Todos nós nos tornamos melhores amigos.

Teenlink: No filme, você pode realmente sentir a camaradagem e a fraternidade entre os Gladers. Vocês tiveram algum tempo antes das filmagens para saírem juntos para criarem esse vínculo?

Dylan: Nós tivemos uma semana, mas com essa semana nós passamos todo o tempo juntos. Não foi tipo “Ei pessoal, nós deveríamos nos juntar e começar a conhecer um ao outro para o filme.” Foi uma coisa natural e foi tipo “Ei, depois de irmos para casa após o escritório de produção, vamos todos para esse restaurante.” Acho que somos realmente muito sortudos.

Corra e pegue “The Maze Runner”, estrelando Dylan O’Brien, Kaya Scodelario e Will Poulter, nos cinemas.

Fonte: TeenLink

Tradução e adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil