“Eu amei Stiles desde que li o script do piloto” – diz Dylan O’Brien em nova entrevista sobre o fim de Teen Wolf

Teen Wolf chegará ao fim nesse domingo, dia 24 de setembro, e por esse motivo a Entertainment Weekly entrevistou Dylan O’Brien e Tyler Posey, onde eles comentaram sobre essa longa jornada que foi a série. Confira a entrevista completa:

No coração das seis temporadas de Teen Wolf com vilões supernaturais, reviravoltas inesperadas, romance e jogos de lacrosse, sempre teve duas pessoas: Scott e Stiles. Juntos, eles foram procurar um corpo na floresta na noite que Scott foi mordido. Juntos, eles lutaram contra Peter, Gerard, Deucalion, Kate, Peter (outra vez), e uma lista longa de vilões que tentaram machucar os moradores de Beacon Hills. E juntos, eles irão se despedir quando a series finale de Teen Wolf for ao ar, dia 24 de setembro 20h na MTV.

EW conversou com os atores que interpretam Scott e Stiles – e amigos na vida real- Tyler Posey e Dylan O’Brien conversam sobre seu tempo na série de sucesso.

EW: Em qual ponto vocês souberam que a série funcionaria, que iria virar um grande sucesso?

Tyler Posey: Eu tinha uma intuição quando nós começamos. Durante o piloto, sempre pareceu certo, sempre pareceu bom. Tinha algo sobre isso que realmente parecia interessante e seu sucesso não foi uma surpresa para mim. Eu sempre fui grato por tudo então eu sempre estive animado, mas nunca foi uma surpresa. Eu diria que na segunda Comic Con, onde nós tivemos uma casa cheia, aquela foi a primeira vez que eu realmente senti que nós tínhamos um impacto e que estávamos fazendo algo legal.

Dylan O’Brien: Quando eu assisti a primeira temporada, sabia que iria funcionar, eu senti que o show tinha potencial. Quando você trabalha em algo onde você tem química com a equipe e o elenco, essas coisas tendem a se transformar em algo positivo. Isso passa para a tela. Se você tem algo bom nos bastidores, você terá algo bom nas cenas. Quando eu assisti a primeira temporada, eu estava muito orgulhoso do que nós fizemos e como a temporada aconteceu. Eu achei que a história foi muito boa também e tinha muito para amar sobre a série – era engraçada, assustadora, era romântica. Eu estava tipo “Oh, sim, nós totalmente vamos conseguir uma segunda temporada.” E continuou a partir disso. Era uma coisa que eu sempre quis continuar e é incrível o tempo que durou.

Posey: Nunca parou.

EW: O que sobre esses personagens e esse mundo te manteve interessado por esses anos?

Posey: Quando você interpreta um personagem por tanto tempo é fácil ficar desmotivado e isso se torna normal e rotina. Para mim, a maneira que eu fiz ficar interessante e novo foi: os cenários e a escrita eram tão exagerados e tão irrealista que era um desafio para mim tornar o mais realista possível. Isso que, realmente, manteve novo. E constantemente tentando mudar meu personagem de maneira sútil, crescendo ele e deixando ele maduro – isso deixou divertido.

EW: Para você Dylan, especialmente na última temporada, teve que organizar outros compromissos para conseguir fazer parte do show. Porque era tão importante para você continuar voltando para a série?

O’Brien: Foi meu primeiro papel. Eu amei Stiles desde que li o script do piloto e ao decorrer da série eu só me aproximei dele. Eu amava tudo que ele teve que passar, tudo que Jeff escreveu para mim, isso deixava excitante. Então, eu não perderia isso pelo mundo. Eu sempre fiz tudo que o possível para fazer parte desse show quando eu podia, especialmente perto do final quando ficou difícil com tudo que estava acontecendo. Durante a série, sempre esteve na minha mente que isso não iria durar para sempre e que eu realmente iria sentir falta quando acabasse, então eu sempre tive consciência disso. Eu queria aproveitar enquanto durasse e aproveitar trabalhar com T Pose enquanto durava por que nós sempre amamos trabalhar juntos, desde o primeiro dia e nós nos divertimos muito na série. Nós construímos uma amizade para a vida inteira, ele é um dos meus melhores amigos. Então eu sempre soube o quanto isso era especial para mim. Eu queria continuar enquanto estava no ar.

EW: Quando foi a melhor fase da série?

Posey: Pela história, eu acho que foi a primeira temporada. A 1ª temporada teve uma história simples, identificável que também tinha diversão, aventura, lidava com sexo, romance, terror. Nós estávamos começando a mergulhar nisso tudo. Todas temporadas de Teen Wolf foram muito legais, excitantes e únicas, mas tem algo sobre a primeira temporada em relação a história que eu acho que foi a mais legal. Obviamente, nós nos tornamos uma série melhor, tanto nos aspectos visuais quanto na direção e escrita. Nós éramos cineastas perto do final, mas a primeira temporada foi muito doce, uma história simples. Eu amava. Eu achava fofo.

O’Brien: Eu sempre achei que a série era melhor quando era engraçada. Todas as vezes que tiramos vantagem do humor e interpretamos nessa direção era mais divertido. Isso era a cola da série, de certa maneira, por que era o que deixava o resto divertido de assistir. É divertido quando é assustador e você se importa mais quando você vê essas crianças em perigo, ou você só dá risada. Eu acho que dar risada é uma parte da série, mesmo quando é assustador. Humor e terror estão linkados desse jeito.

EW: Você está satisfeito com o final do seu personagem?

O’Brien: Nessa situação, não era sobre isso. Era mais sobre ter nossos últimos dias no set juntos e nossos diretores e nossa equipe que ficamos tão próximos. Foi quase nostálgico – todo mundo celebrando o final desses anos que tivemos juntos.

Posey: Isso foi totalmente o que aconteceu. Eu acho que nós meio que nos despedimos dos personagens há um tempinho e o último dia foi realmente para nós e foi muito nostálgico.

O’Brien: Nós estávamos antecipando isso por um tempo então nós passamos . Nós estávamos cientes que eventualmente iria acabar e nós sempre quisemos aproveitar então o foi divertido fazer o último episódio por uma última vez. Não importa totalmente para mim o que aconteceu.

Posey: Foi apenas divertido

Tradução: Equipe Dylan O’Brien Brasil