RESULTADOS:


Nós sempre imaginamos que o elenco de Teen Wolf sabe como fazer uma festa — Mas nunca dessa forma.

Na San Diego Comic-Con, Tyler Posey, Dylan Sprayberry e o recém chegado na 5ª temporada, Cody Christian, revelaram ao MTV News que o elenco principal da série realmente saem juntos e se soltam quando tem a chance.

Uma coisa que aprendemos: Dylan O’Brien, como todos nós suspeitamos, gosta de cair na dançar — especialmente quando se trata dos seus movimentos de ombro, que é sua marca registrada.

“Ele é uma minhoca desengonçada”, disse Posey e revelou também que o seu passo para “cair na dança” é o crotch grab.

Falando nisso, todo o pessoal concorda que, de todo o elenco, Posey é de longe o mais propenso a ficar nu durante uma “Teen Wolf Party” — Ryan Kelly pode dar ao nosso Alfa favorito uma corrida para o seu dinheiro, dada a forma como muitas vezes ele gosta de ficar nu no set!

Assista ao vídeo da entrevista abaixo:

Sem legenda.

Tradução e Adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil.

Publicado por Priscila Silvestrone em 12.07

Ontem (09), começou o maior evento geek, que ocorre todo o ano em San Diego. A Comic-Con Internacional contou com a presença do elenco de Teen Wolf pelo seu sexto ano consecutivo, sendo tal reconhecido por sua irreverência e entretenimento durante o painel. Com a presença de Dylan O’Brien, Tyler Posey, Holland Roden, Shelley Hennig, Dylan Sprayberry, Jeff Davis (produtor executivo) e o mais novo integrante da turma, Cody Christian, o painel durou 1h, iniciando às 21h (horário de Brasília) e encerrando às 22h (horário de Brasília). Caso você tenha perdido a nossa cobertura do evento, poderá conferir tudo o que rolou AGORA!

CONFIRA AS IMAGENS DO EVENTO

 alt=
 alt=
 

RESUMO DO QUE ACONTECEU DURANTE O EVENTO

Elenco de Teen Wolf concede entrevista ao SiriusXM’s Entertainment Weekly Radio.

 Jeff Davis conta que gostaria de terminar Teen Wolf com uma cena entre Scott e Stiles.

As gravações da 5ª Temporada parte B começarão em agosto.

Teen Wolf conversa com Andy para a TVLine, segundo Andy Swift “A maior parte sobre sexo, sexo à três e como essas duas coisas tem relação com o jeep do Stiles.”

 Jeff Davis disse que sempre falam sobre Stydia com os roteiristas, mas que no momento eles querem focar na amizade entre Stiles e Lydia.

 Entertainment Weekly diz que o elenco de Teen Wolf é a Beyoncé da Comic-Con.

 Shelley revela que o Dylan está sempre tentando escrever “Mets” ou “Let’s go, Mets!” em todos os lugares possíveis.

CONFIRA IMAGENS PROFISSIONAIS DO EVENTO

RESUMO DO PAINEL DE TEEN WOLF

TEEN WOLF FOI RENOVADA PARA UMA 6ª TEMPORADA!

Dylan e Tyler contam que a amizade entre eles começou nas audições de Teen Wolf.

DYLAN O’BRIEN ESTÁ CONFIRMADO NA 6ª TEMPORADA!

 Jeff queria que O’Brosey tivesse uma ligação e química, mas eles literalmente já fizeram isso antes de ser perguntado.

 Tyler Posey disse que Dylan dormiu em sua casa na noite passada (08), e que eles amam dormir um na casa do outro.

 Shelley disse que sente como se estivesse no seriado desde o começo por causa do tom de Tyler e Dylan na aceitação para o elenco.

 Algo no 5º episódio vai afetar a amizade de Stiles e Scott, e Theo vai aproveitar a situação para piorar as coisas.

Tyler Posey liga para o Tyler Hoechlin durante o painel.

 Alguém foi tirar sarro com o Dylan, falando “Chupa, Mets”. E ele respondeu, brincando, “Saia daqui!”.

 Se Dylan fosse um ser sobrenatural ele seria o abominável fã do Mets.

• Dylan disse que a frase de formatura do Stiles seria “Tire as mãos do meu Jeep”.

Além do painel de Teen Wolf, Dylan fez uma rápida aparição no , sendo exibido um Sneak Peek Exclusivo de Prova de Fogo. Logo após houve um pequeno painel de perguntas e respostas de The Maze Runner, onde contou com a presença de Wes Ball e James Dashner apenas, porém obtemos algumas informações.

James Dashner comparou Thomas, Minho e Newt aos personagens Luke, Han e Leia de ‘Star Wars’.

 O script de ‘Cura Mortal’ já está sendo escrito e as gravações terão inicio em fevereiro de 2016.

CONFIRA NOVO TRAILER DA 5ª TEMPORADA DE TEEN WOLF

CONFIRA O PAINEL DE TEEN WOLF
Em breve estará legendado.

Publicado por Juliane Brizola em 10.07

O site Blastr publicou, no último dia 29, uma entrevista feita com a atriz Shelley Hennig, que interpreta Malia na série Teen Wolf. Durante a conversa, Shelley falou sobre os mistérios da nova temporada e, claro, sobre o relacionamento entre sua personagem e Stiles Stilinski, representado por Dylan O’Brien. Confira abaixo um trecho da matéria:

“Malia ainda não sabe quem é sua mãe. Ela já tem problemas com o pai, e possivelmente terá com sua mãe em breve. Mas talvez Stiles, já que é um ótimo detetive, a ajude a descobrir quem, o quê e onde sua mãe está.” […]

E quanto à Malia e Stiles, eles continuarão seu estranho e doce romance, ela disse.

“Isso se torna uma ótima comédia. Eu acho que há um relacionamento muito bom entre os dois e eu estou muito feliz por sermos capazes de evoluir esses personagens juntos. Mal posso esperar para ver o que acontece na nova temporada”, disse Hennig.

A 5ª temporada já vai para o seu terceiro episódio, Dreamcatchers, que será exibido na próxima Segunda (06/07), às 23h (horário de Brasília). Assista ao vídeo promocional do 5×03 clicando aqui e fique atento ao Dylan O’Brien Brasil para saber como acompanhar o episódio ao vivo!

Tradução e adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil.

Publicado por Arthur Aguilhar em 01.07

O TV Line postou em seu site uma matéria respondendo a perguntas dos fãs sobre o que eles podem esperar de suas séries favoritas nas novas temporadas. Veja o que Jeff David contou sobre Teen Wolf:

Alguma sugestão sobre quem/o que o episódio do flashback de Teen Wolf (5×06, eu acho) vai trazer, além de Scott e Kira?  -Cecile

Jeff Davis contou ao Inside Line que você pode esperar “uma cena de partir o coração entre Stiles e sua mãe, Claudia, onde vamos saber o quão ruim as coisas estavam antes de sua morte.”

Publicado por Amanda Barcellos em 30.06

Ontem (25), o BuzzFeed publicou uma matéria muito bacana falando sobre a amizade construída entre Tyler Posey e Dylan O’Brien desde o início de Teen Wolf, série da qual são os grandes destaques. O ótimo relacionamento entre os dois chama a atenção não só dos fãs, mas também da mídia. Leia abaixo a conversa que Jarett Wieselman teve com o elenco:

Ao longo dos últimos cinco anos, Tyler Posey e Dylan O’Brien, os atores principais do maior sucesso da MTV, tornaram-se ídolos de milhões, e – o mais importante – irmãos.

A importância da família – na qual você nasce e aquele que se forma para si – tem sido um tema central na série da MTV Teen Wolf desde a estreia do show em 2011.

Na tela, Scott McCall (Tyler Posey) defende sua mãe (Melissa Ponzio) e sua família improvisada – atualmente o compreensível melhor amigo mortal de Scott, Stiles Stilinski (Dylan O’Brien), a banshee Lydia Martin (Holland Roden), a coiote Malia Tate (Shelley Hennig), a kitsune Kira Yukimura (Arden Cho), e o recém lobisomem Liam Dunbar (Dylan Sprayberry) – de uma quantidade infinita de criaturas sobrenaturais que tentam assumir o controle de sua cidade, Beacon Hills.

Mas fora da tela, um grupo mais considerável tomou forma graças às longas horas e tardes da noite do programa – e sentados em cima daquela árvore genealógica improvisada estão os seus patriarcas: Tyler Posey e Dylan O’Brien. “Eles são o resumo do que ‘Um’ e ‘Dois’ deveriam ser”, disse Hennig para o BuzzFeed News, referindo-se ao seu lugar na lista de chamada de atores do show. “Eles são muito divertidos, mas são profissionais e fazem um trabalho bem feito. Eles estiveram aqui por cinco temporadas e ainda estão fazendo a lição de casa. Eles não estão fazendo isso por telefone. Eles mantêm todos aos seus pés, e isso é algo que eu realmente aprecio. “

A responsabilidade de estabelecer e manter uma atmosfera agradável é uma feliz carga que o Posey carrega, principalmente porque ele está bem familiarizado com a alternativa. “Eu trabalhei em outros shows antes deste, onde o ator principal não foi tão legal”, disse ele para o BuzzFeed News, durante uma visita em Março nas gravações de Teen Wolf em Van Nuys, Califórnia. “Isso estressa o set e fica um clima ruim. Então eu só tenho tentado aliviar tudo isso, e isso me faz sentir bem.” E como Teen Wolf é o primeiro trabalho de O’Brien, ele tem um lugar “muito especial” em seu coração. “Eu amo meu personagem e eu amo a nossa família aqui”, disse ele.

22-2

Embora ambos Posey e O’Brien fazem elogios sobre a família de atores, escritores e membros da tripulação que trabalham em conjunto para trazer Teen Wolf à vida, é inegável que os atores de 23 anos de idade compartilham um vínculo único. “Dylan e eu temos algo especial”, disse Posey. “Há um intenso respeito um pelo outro – idiotice e profissionalismo. É simplesmente incrível, cara. Isso é muito legal.”

Ao longo dos últimos cinco anos, Posey e O’Brien – que, literalmente, derramaram seus sangues, suores e lágrimas no show – voltaram seus incentivos um para o outro e se inclinaram um no outro para a força. Uma vez estranhos passaram de co-estrelas para companheiros de quarto, para amigos e, eventualmente, para algo muito mais significativo.

“Ele é como meu irmão”, disse Posey de O’Brien em março, apenas quatro meses depois que sua mãe, Cyndi Terese Garcia-Posey, morreu. Esse tempo impossivelmente difícil foi feito exponencialmente mais difícil que sua morte ocorreu dois meses após Posey e sua noiva Seana Gorlick terminaram seu relacionamento de longa data. Posey credita O’Brien como sendo a pessoa que o ajudou a superar muitos de seus dias mais sombrios. “Eu sei que Dylan nunca passou por algo assim, mas esse cara é fenomenal”, disse ele. “Algumas pessoas não sabem o que dizer nessa situação. Eles ficarão tipo, ‘Bem, ela está muito orgulhosa de você e ela sente muitas saudades de você.” Mas isso não ajuda em nada. Eu sei essas coisas. Mas Dylan, ele apenas se senta e ouve, e quando não há nada para dizer, nós apenas sentamos em silêncio e ele só está ali por mim. Ele é um grande cara. Ele é da família.”

(Para registro, Posey disse que se sente “realmente muito bem” agora.)

 

3 anigif_original-grid-image-25735-1435262592-4

 

De muitas maneiras a relação que Scott e Stiles compartilham no show espelha a relação que Posey e O’Brien compartilham na vida real. Posey é excessivamente imponente, sociável, colega – alfa – de quarto encantador, enquanto O’Brien é marcadamente mais silencioso por comparação; ele é afiado e espirituoso, e – como ele provou durante o tempo pessoal difícil de Posey – sempre a primeira pessoa a aparecer para apoiar seus entes queridos. “Nós desenvolvemos um vínculo familiar real”, disse O’Brien. “E eu acho que é por isso que o Jeff [Davis, produtor executivo] está indo por esse caminho nessa temporada – é como arte imitando a vida.”

Se as primeiras quatro temporadas de Teen Wolf foram sobre a união da “família” do Scott, a quinta temporada (estreia em 29 de Junho) lida fortemente com a ameaça daquela família se despedaçando. Mas em vez dos mal feitores que rasgam Scott de Stiles, é apenas a vida que ameaça separar os dois.

“As crianças estão se transformando em adultos”, Davis contou ao BuzzFeed novidades sobre a quinta temporada, que abrange a totalidade do seu ultimo ano no ensino médio. “O primeiro episódio é muito sobre o que acontece na formatura. Há essa coisa estranha: Por alguma razão quando você termina o colégio, você deixa todos os seus melhores amigos — por que você faz isso? Há um momento no primeiro episódio onde Stiles faz essa pergunta em voz alta. Ele diz: ‘Se nós já conhecemos as melhores pessoas de nossas vidas, por que não estamos tentando ficar com elas? Por que tentar seguir nossos caminhos separados?’ Esse é o grande medo da 5ª temporada: Quem esta caminhando para ir embora? E eu acho que esse é um medo válido.”

Se, como disse O’Brien, a arte esta imitando a vida na tela, em seguida, o mesmo poderia ser dito das questões do mundo real que rondam o futuro de Teen Wolf. A MTV ainda tem que pedir uma sexta temporada da série (a quinta temporada é separada em duas partes, de modo que a rede provavelmente tome uma decisão assim que a parte B da temporada entrar no ar) E a formação do ensino médio representa geralmente um divisor de águas na maioria dos programas de televisão adolescente, como os produtores devem decidir manter os personagens após a vida seria realisticamente separá-los.

4

“É impossível imaginar essa série, jamais, sem Tyler Posey e Dylan O’Brien”, Davis disse. “Mas eu ainda estou chocado por esse show não ter mais a Allison”, acrescentou ele, referindo-se à personagem interpretada por Crystal Reed, que morreu na 3ª temporada. “Mas a série mudou em relação ao que era antes. Na verdade, eu acho que é mais uma coisa moderna, onde as séries podem criar novas histórias e sobreviver sem todos os personagens principais. Costumava ser assim, se você trocasse muito os personagens principais, as pessoas diriam ‘essa não é mais a série que eu quero’. Mas Teen Wolf é muito mais que uma franquia. O que eu quero dizer, é que ela tem um mecanismo que é sobrenatural. Não é necessariamente “Cheers” onde é tudo sobre os personagens se reunindo em um bar”

E é claro para os espectadores que Davis estabeleceu um plano se Posey e Dylan decidem sair. — Liam, de Sprayberry e Mason, de Khylin Rhambo, ambas as novas adições da quarta temporada, tem uma vibração de Scott e Stiles da primeira temporada para eles. Para suas partes, Posey e Dylan começaram a preparar sua carreira pós Teen Wolf: Posey, que agora é creditado como produtor da série, recentemente apresentou o Teen Choice Awards de 2014 e lançou um podcast central de musica, ele, co-anfitriões com Tyler Schnabel, enquanto O’Brien é a estrela da, muito bem sucedida, franquia de filmes Maze Runner, da 20th Century Fox. Mas, apesar de que estabelece as faixas para o pós-MTV, nenhum ator espera que a quinta temporada seja sua ultima.

“Eu estou muito ciente do que essa série significa pra mim, e eu nunca iria, por minha própria conta, dizer que é hora de seguir em frente. Eu vou deixar esse programa quando ele acabar,” Disse O’Brien. “Para todo o sempre será o meu primeiro papel e isso é muito especial. Enquanto as histórias ainda estiverem sendo contadas, eu vou contribuir com isso.”

Posey concordou. “Quando nós deixarmos, definitivamente vai ser triste, mas eu amo estar aqui. Eu não consigo imaginar Teen Wolf sem mim — E eu não quero dizer de uma forma arrogante. É que esta é a minha casa, minha família. O grupo de apoio que eu tenho nesse set… Caramba, eu realmente amo essas pessoas.”

Tradução e adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil.

Publicado por Priscila Silvestrone em 26.06

Como muitos sabem, Dylan O’Brien está trabalhando em um novo projeto junto com atores como Gina Rodriguez (Jane the Virgin), Mark Wahlberg (Ted) e Kate Hudson (Pronta para Amar). Após o final das gravações da primeira parte da 5ª temporada de Teen Wolf, Dylan se dirigiu à New Orleans no último dia 7 de Junho para incorporar seu novo personagem. Como se trata de uma história real, nós, do Dylan O’Brien Brasil, pesquisamos sobre o desastre que deu origem ao filme para informar melhor os fãs sobre o que será o novo projeto do ator. Prontos?

Deepwater Horizon será uma adaptação cinematográfica do triste acidente que aconteceu no Golfo do México em 20 de Abril de 2010, quando a plataforma de petróleo que dá nome ao filme sofreu uma explosão, gerando o pior vazamento de petróleo da história. Dylan interpretará Caleb Holloway, o membro mais jovem da tripulação, que sobrevive ao incêndio, mas fica devastado por perder a maioria de seus companheiros. Em Dezembro do mesmo ano, Caleb concedeu uma entrevista ao The New York Times, onde se emociona ao contar sobre o que viveu na plataforma. Assista abaixo:

No vídeo, Caleb conta como estava animado ao chegar na plataforma e iniciar seu novo trabalho em 2007.

Nós pousamos lá e estava tudo tão limpo, tão legal. Era incrível.

Ele diz que trabalhava por longas horas, mas que a Transocean (companhia à qual pertencia a plataforma) era meticulosa quanto à segurança dos funcionários. A tripulação estava tão animada com o novo emprego, que gravou clipes em que eles aparecem cantando sobre o trabalho e a importância de se manterem seguros. Nesses clipes, podemos ver alguns dos membros da equipe que não sobreviveram ao incêndio. Caleb se emociona ao falar do relacionamento entre os tripulantes, dizendo que se sentiam como irmãos.

Holloway relembra o momento em que tudo começou: ele estava no andar de perfuração com Adam Weise, quando seu chefe chamou seu colega pelo rádio. Aquela foi a última vez que Caleb viu Adam. Ao se dirigir para a plataforma principal, ele notou o vazamento de petróleo e retornou para o andar de perfuração: havia óleo jorrando para todos os lados.

Estava simplesmente em todo lugar. Estava explodindo tão intensamente e caía por cima de tudo.

Caleb foi treinado para emergências, mas não desse tipo. Ele tentou contatar seu chefe pelo rádio, mas não conseguia uma resposta. “Eu não sabia o que fazer”, acrescentou. Nessa hora, ele começou a sentir o cheiro de gás:

Tinha gás em todo lugar, eu senti, eu cheirei, e eu sabia que aquilo era ruim. Foi aí que eu entrei em pânico. Fui até Daniel e falei “Daniel, isso é gás, nós temos que sair daqui!”

O alarme começou a tocar para que todos saíssem imediatamente da plataforma. Enquanto Caleb e Daniel se dirigiam ao deque em que estavam os botes salva-vidas, as luzes se apagaram e eles ouviram a primeira explosão. Holloway guiou parte da tripulação em direção aos botes, o deque começou a pegar fogo e só lhe restou pular de 18 metros de altura em direção à água. Caleb foi um dos últimos a alcançar o bote salva-vidas.

O fogo era intenso e o calor também, as pessoas estavam
preocupadas com a possibilidade da plataforma cair e atingir o bote. Eu
ficava olhando ao meu redor e perguntando a todos “Você viu o Adam? Você viu o Carl?”

Na manhã seguinte, os sobreviventes retornaram às suas respectivas casas.

As pessoas vinham aqui e ficavam perguntando “Você está bem? Você está bem?”,
e eu respondia “Só me dê um minuto, eu preciso de tempo”. Eu realmente não estava bem.

A plataforma vazou petróleo diretamente no mar por 87 dias e afundou depois de 36 horas pegando fogo. 11 membros da tripulação faleceram.

Se tem algo que podemos definitivamente esperar desse filme, é emoção. Resumidamente, o motivo principal do desastre foi falta de comunicação. A causa básica foi que o poço de petróleo não foi lacrado como deveria e o óleo vazou em meio aos buracos do cimento, que não foi aplicado corretamente. Foram múltiplos os erros humanos e em vários momentos o desastre poderia ter sido evitado, já que desde 2 dias antes do acidente já tinham sido cometidos erros que, junto com muitos outros detalhes, acarretaram à essa terrível explosão.

Encontramos um documentário muito bacana exibido pelo National Geographic Channel, que mostra uma simulação dos fatos e toda a investigação por trás da plataforma Deepwater Horizon. Não é grande e vale muito a pena assistir!

Esperamos que vocês, assim como nós, estejam cada vez mais ansiosos pelo filme. Hoje foi divulgada a primeira foto de Dylan O’Brien com uma fã no set de gravações, em New Orleans, veja:

Continue nos acompanhando para ficar por dentro de todas as novidades dessa mega produção!

Essa matéria foi escrita pelo Dylan O’Brien Brasil.
É proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização da equipe.

Publicado por Arthur Aguilhar em 18.06

Em dezembro do ano passado, o nosso parceiro Papelpop visitou o set de gravações de ‘Prova de Fogo’, estrelado por Dylan O’Brien e Kaya Scodelario. Com proibição de gravações e fotos, eles tentaram descrever os detalhes mais legais de tudo que aconteceu por lá. Confira:

No comecinho de dezembro do ano passado, o Papelpop viajou até a cidade de Albuquerque, nos Estados Unidos, por um motivo bem especial, acompanhar as gravações do novo filme da série “Maze Runner”, intitulado “Prova de Fogo”.

Passamos um dia inteirinho na companhia de Kaya Scodelario, Dylan O’Brien e de todo o elenco do filme, que, entre uma gravação e outra, sentavam com a gente para bater um papo. Não podíamos fotografar nem filmar nada, mas vamos tentar descrever exatamente tudo que aconteceu de mais legal por lá.

Acordamos cedinho com um frio de 8ºC e saímos em meio ao deserto que cerca a calma e simpática cidade de Albuquerque. Depois de uma curta viagem, chegamos aos estúdios em que estavam rolando as filmagens.

pop1

Essa era a vista do lado de fora do estúdio. Sim, só podemos fotografar isso, dentro era proibido!

A escolha de Albuquerque para as gravações do filme foi bem pensada. Quem leu o livro, sabe que boa parte das cenas ocorrem no deserto. Após escapar da Clareira, Thomas e todos os outros clareanos são levados a um deserto e precisam enfrentar um cenário apocalíptico até encontrar outros humanos numa cidade, aparentemente, fantasma.

Quando a gente chegou no set, o elenco já tinha gravado todas as cenas externas e se iniciava o primeiro dia de gravações no estúdio. Dezenas de figurantes esperavam do lado de fora no maior estilo “The Walking Dead”, com roupas rasgadas e aparência miserável.

Precisamos fazer o maior silêncio. Nós, jornalistas – éramos sete, de vários países – , nos sentamos em uma mesa no cantinho do estúdio, onde ficamos acompanhando as gravações numa pequena tela.

O set era enorme. Lá dentro foi montada uma estrutura gigante, a casa ocupada por Jorge, uma espécie de líder que vive na região onde os clareanos chegam. Tudo foi meticulosamente pensado. Vários objetos que poderiam estar no lixo foram reaproveitados para compor o visual da casa, de pilhas usadas a móveis velhos.

THE SCORCH TRIALS

O mais legal estava nos “fundos” do prédio, um enorme calabouço onde bonecos em tamanho real dos atores estavam pendurados de cabeça para baixo. Nas primeiras fotos divulgadas do filme, há alguns meses, a gente consegue ver a cena que foi gravada ali. Ah, e adiantamos logo, não foram usados dublês! Durante a nossa visita tudo estava sendo preparado para que os próprios atores gravassem a cena em segurança.

O nosso dia no estúdio foi bem cansativo, principalmente para os atores, que praticamente só gravaram uma cena, a que os clareanos chegam pela primeira vez na casa de Jorge. Apesar de simples, a cena demorou a ser gravada pelo perfeccionismo do diretor, Wes Ball. Sério, eles subiam a escada para gravar a cena e depois desciam para fazer tudo de novo o dia inteiro.

As mudanças do novo filme:


Saímos de lá só à noite, mas durante o dia, entre uma cena e outra, algum dos atores do filme sentava com a gente para bater um papo. Nossa amiga – sim, já nos consideramos íntimos – Kaya Scodelario foi uma das primeiras a conversar com a gente.

Kaya já começa dizendo que está morrendo de sono e ainda não tomou café da manhã. Revela que estava ainda um pouco enjoada após uma ressaca de perú do fim de semana do Dia de Ação de Graças, que aconteceu logo antes de chegarmos por lá.

Eu começo questionando se a gente vai poder ver um pouco mais do romance entre Thomas (Dylan O’Brien) e sua personagem, Teresa, algo que é bem explorado no livro “Prova de Fogo”. “Na verdade não, e estamos bem felizes com isso. Nós optamos por deixar o romance de lado. Nós vamos focar na ideia que um menino e uma menina podem estar juntos, mas sem necessariamente se beijar, o que eu acho legal. E tem tanta coisa acontecendo ao redor deles que os dois simplesmente não têm tempo para isso”, responde Kaya.

Alguém na mesa pede para ela explicar melhor porque exatamente isso é algo positivo e Kaya afirma que as pessoas podem ser solteiras e felizes, sem precisa de romance o tempo inteiro. “Eu acho que estamos em 2014, é uma nova época. Sempre que temos um filme para adolescentes, tem que ter o tema do amor no meio, e eu não entendo isso. Muitas amigas minhas são solteiras e felizes, aproveitando a vida e com muitos amigos homens. Eu sei que a questão do amor nessa idade é importante, mas não nos define. Estamos tentando fazer um filme de ação bem legal, realmente não temos tempo para romance. Tipo, ‘o mundo tá acabando, não vou sair num date com você!’”, explica.

No geral, o segundo filme estará beeem diferente do livro “Prova de Fogo”. Kaya conta que as diferenças são tantas que ela até mesmo optou por não ler o segundo volume da trilogia de James Dashner. “Especialmente a jornada da minha personagem está bem diferente. Eu não quis ser influenciada pelo que estava no livro”, diz Kaya.

Bastante gripado, Dylan O’Brien conversou com a gente em seguida e também falou sobre as mudanças do filme. Ao contrário da Kaya, ele preferiu ler o livro para saber realmente o que está diferente no filme. “Mas eu acho que os fãs vão gostar. Acho que o que estamos fazendo está certo e faz sentido”, acredita Dylan.

“Esse filme é bem interessante porque Thomas tem mais responsabilidades sobre os outros garotos. Alguns morrem e agora eles entram num mundo que eles não conhecem. Thomas achava que o perigo tinha acabado, mas está longe disso”, completa.

Eu pergunto então se o Dylan tem o mesmo espírito de liderança do Thomas e ele responde que tenta ser como seu personagem, às vezes. “Eu tento, acho que um líder precisa servir de exemplo. É por isso que eu sempre gosto de trabalhar pesado, gosto de pensar no trabalho como Thomas pensaria. Mas poxa, ele é tão mais legal que eu sempre!”, brinca Dylan.

O diretor do filme, Wes Ball, também comenta as mudanças do livro para o cinema. Ele diz que devorou todos os livros quando o primeiro filme era apenas uma ideia e que isso o ajudou fazer com que as suas produções não se distanciassem tanto do que está na obra original. “A gente sempre tenta não se afastar da história, os fãs são muito importantes para nós e a gente tenta fazer o melhor para agradá-los”, explica.

E olha, até o autor dos livros, James Dashner, concorda com as mudanças que precisam ser feitas. “É difícil para mim, claro, mas eu entendo, é melhor fazer um bom filme mudando algumas coisas do que um longa que não funcione. Vale o risco, esse sempre foi meu sonho e eu confio na equipe”, admite.

“Eu me sinto abençoado do Wes e toda a equipe conversarem comigo sobre as mudanças. Eu li o roteiro, opinei e nós nos falamos bastante para fazer essa transição de livro para filme. É muito difícil fazer isso, mas eu não poderia estar mais feliz com o que estou vendo”, explica.

Também era a primeira vez de Dashner no set de “Prova de Fogo”, ele ainda não tinha visto nenhuma cena ser gravada. “Eu ainda tô vendo as coisas novas, mas está sim bem próximo do que eu havia imaginado ao escrever”, conta.

Pergunto como ele reagiu ao saber, anos atrás, que sua obra seria transformada em filme e a resposta foi bem engraçada. “Eu não tive reação, meu empresário me ligou e eu simplesmente não reagi, apesar de estar explodindo por dentro. Depois do choque, tive que ligar para ele para dizer o quanto eu tinha ficado feliz, foi a melhor notícia que eu já recebi na minha vida!”, diz.

“Sabe, filmes sempre foram minha primeira paixão e fazer parte da produção já seria um sonho. Mas um filme baseado no meu livro? É um sonho tornado realidade”, completa.

Os desafios das gravações de “Prova de Fogo”:


No set de “Prova de Fogo”, todo mundo estava animado com o início das gravações em estúdio – e exaustos após as intensas gravações externas. Kaya Scodelario, por exemplo, admite que não estava aguentando o ritmo pesado das gravações. “A parte física está muito mais intensa nesse filme. Tive que começar a fumar menos cigarros. Mas isso é bem legal, eu queria muito fazer um filme que me desafiasse nesse sentido”, diz a atriz.

“Eu sou britânica, nós na Inglaterra não fazemos tantos esportes como nos EUA. Eu não sou fisicamente preparada como o Dylan, ele é ridiculamente atlético!”, completa Kaya, que, atualmente, está gravando outro filme de aventura, “Piratas do Caribe 5″.

Mas, apesar dos elogios da Kaya, Dylan também assume que as gravações foram desgastantes. “Eu achei que teríamos que correr menos nesse filme, mas temos que correr ainda mais e com condições diferentes”, diz aos risos.

Dexter Darden, o Frypan do filme, brincou que apagou no sofá do cenário por uns 20 minutos. “Não é que nós estejamos desanimados, nós todos estamos muito empolgados com tudo o que está acontecendo no filme, mas é fisicamente desgastante”, admite. O Dexter, aliás, é a pessoa mais divertida do elenco, no intervalo do almoço ele ficou brincando de churrasqueiro com a gente no refeitório (ele é apaixonado por cozinhar).

Ki Hong Lee, o intérprete de Minho, também ficou exausto. “Não tem mais o Labirinto, mas a gente ainda tem que correr bastante. É um esforço grande, mas é legal. Acho que o resultado final vai compensar a dor”, diz animado. Ah, e ele adiantou para a gente que seu personagem deve ter ótimas cenas com seu humor negro sarcástico no novo filme. Para quem não viu ainda, o Ki Hong se aventura pela comédia na série da Netflix “Umbreakable Kimmy Schmidt”, que estreou no serviço de streaming há alguns meses.

Mas para o diretor Wes Ball, as maiores dificuldades são com as partes técnicas. Ele conta que o novo filme terá efeitos especiais mais grandiosos, porém, para ele, é importante manter os cenários físicos para os atores poderem interagir. “Nossa dificuldade é fazer cenas tão grandiosas dentro do orçamento. Mas além disso, a gente não quer só jogar os atores numa tela verde e mandar que eles atuem, é importante construir cenários como este para que eles possam interagir”, diz.

A amizade entre os atores:


pop5

Uma das coisas que mais chamam a atenção no elenco de “Maze Runner” é a união entre os atores, que são verdadeiros amigos. Quando fomos para a estreia do primeiro filme em Los Angeles, ainda no mês de agosto de 2014, pudemos ver que os atores sempre ficavam juntos, conversando e rindo bastante enquanto fumavam no seu cantinho.

Dessa vez, para a gravação do segundo filme, Kaya revela que eles chegaram a até mesmo a alugar uma casa juntos nas montanhas do Novo México para comemorarem juntos o Dia de Ação de Graças. “Foi uma das melhores viagens que já fiz na minha vida!”, admite.

“Nós somos muito unidos, talvez o grupo de atores menos competitivo que exista. Nós estamos sempre juntos, ajudando uns aos outros, reclamando juntos”, brinca Dylan O’Brien.

Dexter Darden conta que nas horas vagas, o elenco se reúne para passar o tempo e ficam jogando Mario Kart juntos. Fã do jogo, eu pergunto quais são os personagens favoritos do elenco. “Nós jogamos muito com Yoshi e Donkey Kong, mas geralmente nós criamos nossos próprios Miis, um faz o do outro, é bem engraçado”, conta.

Um pouco retraído e mais sério nas entrevistas, Thomas Brodie-Sangster, o Newt, revela que o grupo de amigos faz com que ele se sinta mais confortável nas filmagens. “Eu me sinto muito confortável para ser quem eu realmente sou com eles, é um ótimo grupo de pessoas e todos muito talentosos”, comenta.

Para Ki Hong Lee, o elenco já é como sua segunda família. “No primeiro filme nós nos tornamos uma família e agora parece uma reunião. É bom estar com todos eles de novo”, diz.

Os novatos de “Prova de Fogo”:


pop6

Para o experiente Giancarlo Esposito, que estava gravando sua primeira cena em “Prova de Fogo” durante a nossa visita, o nervosismo de começar a gravar um novo filme ainda pesa, mas como algo positivo. “Eu acordei hoje muito feliz de ainda ficar nervoso e animado em fazer um novo filme”, disse.

Giancarlo, para quem não lembra era uma das estrelas de “Breaking Bad”. A série também foi gravada na cidade de Albuquerque, que hoje em dia lucra com diversos suveniers relacionados ao seriados nas lojinhas do aeroporto.

Por isso, para o ator, voltar a gravar na cidade foi como voltar para casa. “Albuquerque é especial, tem uma ótima energia. Essas montanhas, a luz ao entardecer, não há dúvidas de que é um lugar especial. Eu gosto de filmar aqui porque sinto o espírito desse lugar, é uma cidade muito interessante, com uma mistura incrível de tecnologia e arte”, elogia.

Outra novata no elenco é Rosa Salazar, que apareceu como a Lynn em “A Série Divergente: Insurgente”. Em “Prova de Fogo”, Rosa vive a Brenda, uma das integrantes do grupo dos Cranks liderados por Jorge.

Como novata, a atriz achou que seria difícil se encaixar na “família ‘Maze Runner’”, mas ela confessa que todos foram bem acolhedores. “Eles são uma família, tudo o que a gente ouve falar desse grupo é verdade, eles são muito unidos. Eu pensei que seria difícil me encaixar, mas não foi. Eu sou uma pessoa meio solitária, mas até eu me surpreendo em como posso passar tanto tempo com eles”, diz.

Ao contrário do que está nos livros, a personagem Brenda terá no filme cabelos curtos, mas não foi nada planejado pelos roteiristas. “Eu fiz ‘Insurgente’ e tinha ficado com um moicano, aí recebi o roteiro de ‘Prova de Fogo’ e vi que a Brenda tinha cabelos longos. Então fiz o teste para o papel com uma peruca, mas o Dylan já tinha me visto com o cabelo curto e disse para eu tirar. ‘Ela tá tão bem, ela tem que ficar assim’, ele disse”, conta Rosa, que acabou sendo escolhida para fazer o papel de cabelo curtinho mesmo.

O trabalho de Wes Ball:


pop7

Além da união entre os atores, outro denominador comum entre as entrevistas era o afeto de todos os atores pelo diretor do filme, Wes Ball. O jovem cineasta, que estreou como diretor de longa-metragem em “Correr ou Morrer”, conseguiu cativar a todos pelo seu jeito único, perfeccionista e animado de trabalhar.

“O Wes é incrível, ele tem sempre a melhor energia possível e nunca desmorona ou surta”, diz Kaya. “Ele é muito confiante, acho que ele tem um conhecimento muito bom. Ele é sempre muito paciente e ouve todas as nossas ideias”, completa Dylan.

Tanto o experiente Giancarlo Esposito quanto o jovem Ki Hong Lee concordam que o diretor tem algo diferente no set de filmagens. “Eu gostei muito dele, ele é muito criativo e tem um brilho especial nos olhos. Ele sabe o que ele quer e sabe executar bem”, elogia Giancarlo.

Já Ki Hong Lee, faz uma imitação divertida e carinhosa da animação do diretor e também explica: “ele tem o brilho de uma criança nos olhos quando está trabalhando”.

Apesar de ser apenas o seu segundo filme, Wes Ball comenta que não fica nervoso ou preocupado. “Eu tento não pensar nisso, basicamente, apenas foco em fazer um bom filme e espero que tudo dê certo”, diz aos risos no seu jeito incrivelmente rápido de falar.

E mesmo com o trabalho intenso, o diretor diz que não fica cansado. “Eu não tenho tempo para ficar cansado, estou o tempo todo pensando no que vou fazer na cena seguinte. Nos fins de semana, quando paramos, o cansaço chega, mas até terminar as gravações eu não sinto muito a exaustão, só depois”, conta.

“Prova de Fogo” chega aos cinemas brasileiros no dia 17 de setembro.

Publicado por Arthur Aguilhar em 18.06

Hoje (08), o site PEOPLE, divulgou uma pequena entrevista com parte do elenco de Teen Wolf. Tyler Posey, Holland Roden, Shelley Hennig e o produtor executivo da série Russell Mulcahy concederam uma breve entrevista para o site no Festival de Televisão de ATX em Austin, Texas, onde falaram sobre seus personagens, e o que esperar pela 5ª Temporada. Confira na íntegra.

• Comentam brevemente sobre as especulações da volta de alguém para o elenco.

Fãs têm especulado sobre ver um rosto familiar nesta temporada de Teen Wolf e em uma conversa com PEOPLE, o elenco e produtor executivo Russell Mulcahy brincou que possa haver uma “aparência”.

“Na medida em que os atores voltam, há sempre tantas formas diferentes em que eles podem voltar, mas isso é tudo que eu vou dizer,” Holland Roden, que interpreta Lydia, disse à People no Festival de Televisão de ATX em Austin, Texas, no domingo.

“. As pessoas que não morreram, há uma chance de que eles podem voltar, mas eu não acho que nós podemos ressuscitar os mortos”, disse Mulcahy, antes de ser corrigido por suas estrelas – Peter! Kate! – E brincando, “O que aconteceu com a minha mitologia? ”

“Enquanto estiver com a cabeça no lugar, você estará bem” ele declarou.

• Sobre a formatura e os conflitos que a mesma trará para o grupo.

5ª Temporada significa último ano para Lydia, Scott (Tyler Posey), Malia (Shelley Hennig) e o resto da turma – desculpe, pack. O novo ano escolar vai expor um monte de inseguranças para os personagens, além da luta diária do bem contra o mal, e que traz à tona uma pergunta temida que cada programa de TV adolescente eventualmente enfrenta: “O que fazer após a graduação? ”

“É o próprio personagem da série, o ensino médio. Ele está lá desde o início, e a maioria de nossas cenas são na escola”, Posey disse. “É definitivamente a casa deles. Mas acho que vai ser legal. Creio que não irá prejudicar a qualidade do show. Eu acho que abre portas. Podemos fazer coisas diferentes. Talvez podemos ir para a faculdade. Nós apenas iremos nos transferir do ensino médio para a faculdade. Não iremos a lugar algum.”

• 5ª Temporada será um pouco mais obscura.

Mas primeiro, Mulcahy, 61, promete que a estreia da 5ª Temporada – que é contada em retrospectiva com saltos no tempo – é “provavelmente um dos episódios mais assustadores e cheio de ação que já fizemos”, bem como “um dos episódios mais emocionantes já feitos. Ele realmente lida com os corações dos personagens e as emoções e os testes que eles estão passando.”

“O primeiro episódio você se sente como se fosse um final”, acrescentou Hennig, 28. “E você não ficará entediado depois, é apenas mais informações e um material cheio de ação.”

• Há uma sacudida na amizade de Scott e Stiles (Dylan O’Brien), mas isso é normal.

“Eles são melhores amigos. Quero dizer, Dylan e eu, eu amo muito aquele cara. Somos muito unidos, e nós tivemos um par de argumentos ao longo do caminho. Porque você sabe, vivemos um com o outro,” disse Posey. “Mas, literalmente, apenas dois argumentos, e depois falamos sobre isso e estamos como, ‘Sinto muito, cara. Me desculpa, cara.’ “

• Em relação aos seus respectivos personagens.

“Os melhores amigos passam por esses tipos de coisas, e Stiles e Scott são muito diferentes em suas crenças e em suas capacidades. Scott é um lobisomem, Stiles é um ser humano, e isso atrapalha muito”, disse Tyler. “Scott é muito teimoso sobre suas crenças, e às vezes Stiles não é capaz de fazer as coisas da maneira que Scott pode.”

“Ou a entender,” Hennig entrou na conversa. “É difícil para Stiles entender qual é a mentalidade do Scott.”

No final, “É apenas uma amizade normal. Eu gosto do fato de que eles estão fazendo isso [na série], e mostra cores e amigos verdadeiros”, disse Posey. “Dylan e eu temos ótimas coisas vindo para esta temporada.”

• Haverá algumas dificuldades entre Malia e Stiles.

“Primeiro precisamos ver se Malia poderá mesmo fazer isso [se formar] em seu último ano. Isso é algo que se aprende um pouco no primeiro episódio. Como você sabe, ela luta com matemática e provavelmente com outras matérias, provavelmente com todos elas [matérias], mas ela está trabalhando duro porque ela quer ficar com o pack dela, disse Hennig.

Ela continuou, ” No que diz respeito como sua relação vai, acho que todas as relações serão testadas nesta temporada, com o lado humano, apenas sendo o último ano. Quais são os planos da Malia? Quais são os planos de Stiles? Quem sabe. E Scott está lá antes de Malia, então estou certo de que Scott e Stiles tem seu plano e Malia está tentando seguir o mesmo caminho, mas pode não ser possível para ela. Eu realmente não tenho ideia.”

Tradução e Adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil

Publicado por Juliane Brizola em 08.06