RESULTADOS:


O site da MTV Americana publicou uma entrevista em que Dylan O’Brien, Ki Hong Lee e Thomas Sangster explicam as gírias utilizadas em The Maze Runner. Veja a matéria:

 

Você conhece seus Shucks dos seus Klunks? Esses caras conhecem.

Assistindo The Maze Runner, o filme distópico de ficção científica baseado no livro de sucesso de James Dashner, alguém pode ficar chocado pelo fato de não ter nem ideia do que significam aquelas gírias que Dylan O’Brien e companhia usam um com o outro.

De “shank” a “klunk” e vice-versa, muitas das palavras que os prisioneiros da clareira usam em seu estranho e pequeno mundo soam estranhas aos nossos ouvidos, mas não mais: MTV News se sentou com O’Brien, Ki Hong Lee e Thomas Sangster para um pequeno teste de vocabulário, e os meninos passaram com louvor.

“É realmente uma gíria, tipo “Ei, cara. Ei, shank, o que está acontecendo?” Lee explica sua primeira palavra. “Mas poderia ser depreciativo também”.

Isso esclarece tudo… Eu acho. Felizmente, O’Brien estava pronto para tornar as coisas ainda mais claras, usando a palavra em uma frase:

“Cara, esse shank está sempre pegando meu lápis”.

Assista ao vídeo da entrevista:

Get More:
Music News

Tradução e adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil

Publicado por Arthur Aguilhar em 23.09

Quarta-feira (17), Dylan, Ki Hong e Jacob gravaram a sua passagem pelo show 106 & PARK, em Nova York, e agora você pode ver no vídeo abaixo! Eles falam um pouco do primeiro filme, sobre a filmagem e as coisas que eles precisam para sobreviver a partir de 7h1213:46 e das 16:1319:48 , eles fazem um pequeno jogo em que devem criar o seu kit na escolha de apenas 5 itens, e, claro, Dylan e Ki Hong escolheram um ursinho de pelúcia…  

 

Publicado por Arthur Aguilhar em 22.09

Assista uma entrevista exclusiva feito pela 92nd Street Y nos bastidores de The Maze Runner, estrelas como Dylan O’Brien e o autor James Dashner conta sobre o que está por vim no filme e como é vê-lo à vida na tela grande. “E que agora todo do elenco tem uma pequena família de #MazeRunner“, diz Dylan.

The Maze Runner já está nos cinemas. Quem já viu o sabe o quanto está sensacional!
 

 

Publicado por Arthur Aguilhar em 22.09

 

(01:10)

Repórter: Eu vou te mostrar fotos de celebridades e você tem que me dizer se tem capacidade de sobreviver no labirinto ou não. Aqui está o primeiro.

Dylan: Sim, 100%!

Kaya: É Lara Croft!

Repórter: Justin Bieber

Kaya: Não, ele não teria produtos para o cabelo e ele estaria perdido sem. (risos)

Entrevistador: e Taylor?

Dylan: Nããão!!!!

Will: Você quer ser a única filha Kaya.

Kaya: Sim, eu quero ficar sozinha.

Repórter: Ela tem pernas muito longas, pode certamente ajudar.

Dylan: Isso é verdade…

Will: Seria um bom corredor.

Repórter: Para a segunda parte do jogo você terá que enfrentá-lo. Você sabe que o Minho tem muitas regras para os corredores, então você tem 60 segundos para escrever, o possível.

Kaya: Eu não sei mesmo!

Dylan: Você deve renomear o jogo “Coloque vergonha no elenco de The Maze Runner.

Will: Vamos tentar.

Repórter: Aqui vamos nós.

Dylan: Inventá-los.

Repórter: 4, 3, 2, 1, larguem as canetas.

Kaya: Foi horrível.

Repórter: Você parece desanimada.

Dylan: Não vai demorar.

Will: Eu me sinto na escola novamente.

Kaya: Não saia à noite. Nunca pare de correr. Copiei de Thomas esse. Sair. Seja agradável.

Dylan: Deve ser nas regras.

Repórter: Thomas.

Thomas: Eu nunca escrevi parar de correr, tente se lembrar da saída e não se perder.

Reporter: Ok!

Dylan: Nunca pare de correr é a regra mais importante. Sempre que olham para as portas se fechando e pensar em fazer a mesma coisa no dia seguinte. E, em seguida, trazer a sua comida e seu kit de corredor. Isso é tudo que eu tenho! Mas eu acho que todas as nossas regras aplicam-se!

Will: Nunca parar de correr e nunca olhar para trás (risos) Isso é uma citação do filme!

Repórter: Mesmo que eu deva lhe dar um ponto pela citação do filme, Dylan é o vencedor. Obrigado por estarem conosco e parabéns pelo jogo, você me impressionou.

Publicado por Arthur Aguilhar em 22.09

Dylan O’Brien deu uma entrevista ao vivo no programa de rádio On Air with Ryan Seacrest. Confira a matéria completa:

 

O ator de Teen Wolf, Dylan O’Brien, estrela como Thomas na adaptação cinematográfica do best-seller The Maze Runner, de James Dashner. O filme, dirigido por Wes Ball, acompanha o personagem de 23 anos e um grupo de adolescentes que acordam em um misterioso labirinto sem nenhuma lembrança do mundo exterior.

É um grupo de garotos que ficam presos num ambiente chamado Clareira, cercado por um labirinto traiçoeiro. E é basicamente um mistério durante todo o filme. A história vai se revelando ao longo do filme e o meu personagem é meio que os olhos do público. Você não tem ideia do motivo pelo qual aqueles garotos foram colocados lá e o que está do outro lado. É basicamente um tipo de ação, suspense e mistério para descobrir o que está acontecendo e por que eles estão lá.

Maze Runner, assim como as sagas Harry Potter e Jogos Vorazes, é um suspense pós-apocalíptico com outras duas continuações: Prova de Fogo (livro dois) e A Cura Mortal (livro três). Com um projetado sucesso infalível de bilheteria, o ator de Os Estagiários está com os dedos cruzados para que o sucesso de seu novo filme vai lançar uma adaptação para o resto da trilogia.

Acho que a esperança é apenas terminar a história e fazer todos os três, de preferência”, diz Dylan. “Não posso dizer que será tão grande quanto aqueles [Harry Potter eJogos Vorazes]. Acho que isso é meio impossível. Nós achamos que é uma história muito boa, é algo novo entre o gênero, e acho que pode existir por conta própria e é um ótimo filme.

O título da primeira parte da história de James Dashner, como Dylan revela, foi levado pro sentido literal ao longo das filmagens.

Eu perdi tipo 5 kg durante as filmagens. Fiquei surpreso com o quão pouco tem de corrida quando foi pras telas. Quando assisto o filme eu fico tipo “é isso?”, eu sinto como se tivesse corrido 90% do tempo e quando você assiste o filme não parece tudo isso.

No entanto, encontrar o atletismo para completar o filme não foi uma tarefa difícil para o nativo de Nova York. Dylan – cuja bio do Twitter é “long suffering Mets fan” – diz que sua paixão pelo esporte o empurrou para transmissões esportivas.

Eu gosto muito de esportes. Quero dizer, principalmente beisebol. Eu fiz uns vídeos pro YouTube na época da escola, como um garoto, do tipo sketch de comédia. Foi assim que me tornei ator, mas também me rendeu uma bolsa de estudos para transmissões esportivas. Então, eu ia fazer isso por um segundo, mas escolhi tentar um teste em L.A..

Você pode ouvir a entrevista original no player abaixo:

Tradução e adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil

Publicado por Arthur Aguilhar em 22.09

Em entrevista ao site Hollywood Life, Dylan falou sobre The Maze Runner e um possível romance entre seu personagem, Thomas, e a personagem de Kaya, Teresa. Veja a matéria completa a seguir.

The Maze Runner é um filme cheio de ação, mas ainda há espaço para romance no meio da corrida para a sobrevivência? Dylan O’Brien conta à Hollywood Life tudo sobre a sua relação especial no filme.

Dylan O’Brien, 23, co-estrela com Kaya Scodelario, 22, em seu grande sucesso The Maze Runner, então os telespectadores podem esperar que esses dois aqueçam o labirinto? Clique para assistir a entrevista exclusiva com Dylan e tudo sobre a conexão entre Thomas e Teresa:

(Em breve legendado)

Dylan O’Brien fala sobre romance em The Maze Runner

Tudo que você precisa é amor, certo? Não é bem assim – pelo menos quando você é jogado em um labirinto e, de repente, você está lutando pela sua vida.

Há um interesse amoroso“, Dylan O’Brien conta à Hollywood Life, com cautela. “O que eu amo sobre isso é que não é um interesse amoroso, não é um romance porque eles estão em uma espécie de situação que não exige isso. Eu sinto que as pessoas reais nunca parariam pra se beijar durante esse tipo de coisa – morte, possivelmente“. Dylan certamente levanta um bom ponto. Os Gladers estão presos, e a chocante cena sangrenta do filme prova que não é uma batalha fácil. Romance ou não, Thomas e Teresa formam uma boa união e Dylan deixa espaço para a possibilidade de um beijo nas telonas.

A coisa sobre os nossos personagens é que temos uma conexão e isso é algo que nós temos, nós fazemos um ao outro se sentir confortável nesse mundo em que fomos empurrados e que é muito desconfortável“, – o ator nos contou exclusivamente em Julho de 2014 no Young Hollywood Awards, onde ganhou o prêmio de Ator Revelação. “Nós fazemos um ao outro se sentir seguro, e não sabemos por quê, não sabemos como nos conhecemos ou até se tínhamos nos conhecido, mas tem algo ali e é bonito, é lindo“.

Dando-nos um sorriso (desmaio!), Dylan brinca: “Não tem cena de beijo – bem, eu não sei! Talvez! Você vai ter que dar uma olhada. Mas não é típico de romance. Eu meio que gosto disso“.

Dylan O’Brien: Thomas tende a ser o líder em The Maze Runner

Eu interpreto Thomas, e ele é tipo o protagonista da história. Ele é meio que os olhos pra audiência“, a estrela de Teen Wolf nos conta sobre The Maze Runner. “O que eu amo sobre o filme é que há um mistério tão grande por toda parte, e a forma como a história é contada, é um tipo de filme que eu costumava assistir quando criança“.

Basicamente, quando começa você não tem ideia até mesmo do que está acontecendo, e você meio que aprende enquanto meu personagem age, e como ele vai, como ele experimenta e aprende, e é aí que você começa a descobrir… Ele meio que encontra a coragem dentro de si mesmo, prestes a nascer e ser o líder que esses garotos precisaram por tanto tempo“.

Tradução e adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil

Publicado por Arthur Aguilhar em 21.09

Fangirlish teve a honra de conseguir uma entrevista com o cast em meio tapete vermelho na première em Nova York (15), assim Dylan fala um pouco sobre o personagem e sobre as cenas que ele mais gostou de gravar. Confira o vídeo abaixo com uma pequena tradução do que Dylan diz:

 

 

(1:24 – 2:00)

“Eu admiro sua coragem, e o fato de que ele não deixa seus medos tomarem conta. Isso é o que o torna tão heróico. Eu adoro personagens como Thomas, que era uma honra dar-lhe vida. Eu realmente gostei do personagem, a história, a forma como ela é contada. Eu também adoro todos os personagens do livro. Eu acho que uma pessoa que iria ver o filme sem ouvir falar, ficaria surpreso com a importância de cada personagem.”

(04:29-04:55)

“Há muitas cenas que eu não podia esperar para filmar! Eu gosto do que Thomas entra no labirinto pela primeira vez para salvar Alby, a da luta entre Gally e Thomas na noite de sua chegada. Toda a história é grande. Eu realmente gosto de viver no mundo do cinema.”

(7:08-7:16)

Dylan: Vocês são gêmeos?

Repórter: Sim.

Dylan: Foda (risos)

Entrevistador: Nós estávamos tentando escondê-lo.

Entrevistador 2: Oi!

Dylan: Oi, eu sou Dylan. É muito engraçado. (risos)

 

 

Publicado por Arthur Aguilhar em 21.09

É difícil de imaginar: acordar em um lugar nada familiar sem lembranças de seu passado e nem mesmo seu próprio nome. Faça desse lugar um labirinto em um mundo pós-apocalíptico, e você colocou-se no centro da clareira, no centro da ação de “The Maze Runner.”

O romance best-seller de James Dashner está fazendo o seu caminho para as telonas. Thomas (Dylan O’Brien) entra na clareira e assume o desafio de descobrir não só uma saída, mas também a razão pela qual ele e todos os outro Gladers estão presos lá. O filme estrela O’Brien, Will Poulter e Kaya Scodelario.

Teenlink sentou com o elenco do filme para saber mais sobre o que rolou na produção de “The Maze Runner”

Teenlink: Algumas das cenas do filme são bem thrilling de ver. Como é gravar essas cenas e depois vê-las?

Dylan: É muito mais engraçado filma-las. Quando você as assiste, você não está rindo. Sempre nos perguntam “É difícil de imaginar tudo lá?” mas grande parte de atuar é só imaginação, de qualquer forma, não é difícil. É realmente engraçado e quase fácil. Eu moveria de para um lado, e logo depois eles adicionavam um Verdugo correndo atrás de mim, então parece que estou esquivando. Você pode criar o que acontece nas sequências.

Will: A compreensão do Wes em relação aos efeitos é tão forte, especialmente quando você considera o orçamento que nós tivemos para fazer esse filme. É tipo o orçamento de uma comédia romântica.

Dylan: E nem mesmo uma comédia romântica cara.

Teenlink: Uma vez que foi o primeiro filme do diretor Wes Ball, como foi a sua vibe e estilo de dirigir?

Kaya: Eu amo trabalhar com diretores de primeira viagem. Você está ajudando alguém a criar o seu bebe e eles estão depositando toda sua energia, amor e trabalho nisso. Não é apenas sobre o salário. É pura arte na sua melhor forma. Ter um diretor que é bom e pode realmente lidar com um trabalho de primeira viagem é inédito, mas com Wes não consigo pensar nem mesmo em uma única colisão. Ele nunca, nem uma vez, levantou sua voz, perdeu a cabeça ou parecia sobrecarregado.

Dylan: Ele é assim no comando, sem nunca ser autoritário. Ele tem um tremendo controle e confiança e não é nem um pouco arrogante. Ele é o melhor, o cara mais descontraído, mas também no topo de tudo.

Teenlink: Onde vocês estavam e como vocês reagiram quando souberam que ganharam o papel?

Dylan: Eu estava gravando “Teen Wolf” e durante um dos intervalos olhei para o meu celular e vi que o meu agente e manager haviam me ligado. Então liguei de volta para eles e me disseram que havia conseguido o papel. Você sempre sabe que quando eles colocam minha mãe na linha, serão notícias boas. De outro modo, teria sido apenas como “é a mãe do Dylan na linha. Você não conseguiu o papel. Bem, tenha um bom dia de trabalho” Mas eu estava genuinamente excitado e tão aliviado porque eu não estava confiante que eu iria.

Will: Eu penso por todo mundo, independente da indústria que você trabalha, quando você consegue um novo trabalho é a melhor sentimento do mundo. Nós apenas sentimos que somos tão sortudos e que nosso trabalho é incrível. O sentimento é indescritível.

Kaya: Eu ainda choro todas as vezes que eu consigo um trabalho, especialmente esse. Quando eu consegui este papel, estava tão feliz que chorei. E depois quando fomos para Louisiana e eu estava ajudando nas audições para a parte do Dylan, eu ainda estava petrificada que eles iram me incendiar. Eu ainda estava assustada que eles iriam pensar tipo “Uh, isso foi um erro.”

Dylan: Eu estava tipo “Você tem o papel.” Todo o tempo que tenho vindo a fazer audições, você tem sido a menina. Eu fui a última pessoa absoluta a ser chamado.

Teenlink: Como foi o processo de audição?

Dylan: Demorado e super cansativo. Quando saí para fazer o teste de tela final, eu literalmente não dormi. Eu saí de uma noite de gravação de “Teen Wolf” e o carro que me levaria para o aeroporto já estava lá. Eu entrei no carro, fui para Louisiana, fiz o teste com Kaya e voei de volta. Graças a Deus deu tudo certo.

Will: Agora nós, obviamente, não conseguimos imaginar qualquer outra pessoa fazendo qualquer papel. É um filme com um elenco muito bom. Parece que é o tipo de coisa a se dizer, mas é tão verdade. Não há um elo fraco.

Teenlink: Will, muita gente conhece você por estrelar em “A Família do Bagulho” atuando um personagem engraçado e idiota e agora, neste filme por ser muito mais resistente.

Will: Eu não acho que gosto mais de um do que do outro. Eu só gosto da proposta de atuar diferentes tipos de personagens e apenas a oportunidade de desafiar você mesmo, fazer coisas diferentes e surpreender as pessoas. Eu realmente não quero atuar o Will Poulter para o resto da minha vida porque isso é chato. Mas entre drama e comédia, eu realmente não tenho uma preferência. É engraçado porque nós sempre dizemos que [The Maze Runner] é, obviamente, um filme muito dramático. Há alguns momentos cômicos, mas todos nesse filme são engraçados. Todos nós fazemos um ao outro rir muito. Isso fez toda a experiência mais engraçada porque mesmo quando estávamos fora do set, estávamos apenas nos divertindo e tendo um ótimo momento. Nós passamos todo esse tempo falando que somos muito próximos e isso é 100% verdade. Todos nós nos tornamos melhores amigos.

Teenlink: No filme, você pode realmente sentir a camaradagem e a fraternidade entre os Gladers. Vocês tiveram algum tempo antes das filmagens para saírem juntos para criarem esse vínculo?

Dylan: Nós tivemos uma semana, mas com essa semana nós passamos todo o tempo juntos. Não foi tipo “Ei pessoal, nós deveríamos nos juntar e começar a conhecer um ao outro para o filme.” Foi uma coisa natural e foi tipo “Ei, depois de irmos para casa após o escritório de produção, vamos todos para esse restaurante.” Acho que somos realmente muito sortudos.

Corra e pegue “The Maze Runner”, estrelando Dylan O’Brien, Kaya Scodelario e Will Poulter, nos cinemas.

Fonte: TeenLink

Tradução e adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil

Publicado por Amanda Barcellos em 20.09