RESULTADOS:


O ano de 2016 foi um ano sem entrevistas para Dylan O’Brien, mas o ator voltou com tudo! Dando início à fase de divulgação de seu mais novo filme, “O Assassino”, Dylan conversou com diversos meios midiáticos, incluindo a revista PEOPLE. Confira abaixo:

Um adeus não é o suficiente para Dylan O’Brien.

Apesar dele e de seu personagem já terem se mudado de Beacon Hills, foi recentemente revelado que O’Brien, que interpreta Stiles Stilinski desde o início da série em 2011, retornaria para os episódios finais.

“Ah cara, foi ótimo. Eu estou muito feliz de poder ter feito parte daquilo até o fim”, O’Brien, 26, contou a PEOPLE em uma filmagem especial de seu novo filme American Assassin, apresentado pelo The Cinema Society na quarta-feria em Nova Iorque.

“Aquilo originalmente não deveria ter acontecido”, ele contou, se referindo ao fato de que seu personagem já deixou a série na primeira parte da 6° temporada, e ele não era obrigado a voltar para os últimos 10 episódios. O’Brien claramente não ligou se estava em seu contrato ou não. “Eu não teria feito de outra forma. Teria ficado muito desapontado em perder o final. Eu sou muito grato de poder ter ido e ter feito parte daquilo”, ele disse emocionalmente.

Na verdade, não foi o suficiente para ele – ele quer mais da série (e os fãs também!). “Eu queria ter feito parte de mais daquilo”, ele revelou. “Mas estou grato que pude estar no final. Estava feliz que pude encerrar com todo mundo.”

O’Brien reconhece que a série foi um ponto essêncial em sua carreira. “É o fim de um grande capítulo. É muito emocionante.” E como os fãs, ele ainda está se acostumando que está realmente acabando após 7 anos. “Me atinge lentamente enquanto o tempo passa. Embora eu estivesse ciente disso e antecipasse, sabendo que, obviamente, significa muito para mim. Durante algum tempo, venho antecipando… Mas ainda sim me deixa pra baixo quanto mais penso sobre isso.”

Agora que o capítulo está encerrado, ele lembra de quando começou como Stiles. “Eu ainda me lembro de quando tinha 18 anos e minha vida era completamente diferente”, ele começou. “Eu estava no meu apartamento e recebi a ligação que consegui Stiles para o piloto. Eu pulei com meus companheiros de quarto, enlouqueci. É louco pensar. Isso foi há oito anos. Eu não poderia estar mais feliz com toda a experiência.”

Tradução e adaptação: Equipe Dylan O’Brien Brasil

Publicado por Arthur Aguilhar em 08.09

Dylan O’Brien compareceu anteontem, 5, ao jogo do seu time de beisebol preferido, o Mets, que jogou contra Philadelphia Phillies – um dos principais times adversário. Dylan, como um grande fã, realizou um sonho: fez o primeiro arremesso para o Mets, no estádio Citi Field, em Nova York, NY. Confira abaixo:

Ainda falando sobre o arremesso de Dylan O’Brien, o ator foi entrevistado por Steve Gelbs, repórter do SportsNet New York. Para conferir com tradução, clique no player abaixo:

Dylan: Era um sonho, sabe? E para ser honesto o nervosismo me envolveu, mas eu tive que fazer, mesmo que eu estragasse tudo eu ficaria animado. Eu sabia que seria um momento que eu vou sempre me lembrar, então eu tive que fazê-lo.

Steve: Depois de tudo que você fez, os filmes, as séries de TV, isso te deixou muito mais nervoso?

Dylan: Ah sim, Gary e os caras lá na casa do clube tipo… Foi lá que eu comecei a ficar nervoso, com certeza.

Publicado por Arthur Aguilhar em 07.09

O Assassino: O Primeiro Alvo está prestes a estrear. O filme marca uma nova era na carreira do nosso Dylan O’Brien e também foi de extrema importância para a sua recuperação depois do acidente no set de A Cura Mortal, ano passado.

É sobre isso que Dylan conversa com o jornalista Michael Ordoña do site Sfchronicle, em uma entrevista honesta e que mostra toda a força e determinação do ator.

Abaixo você confere a entrevista completa traduzida pelo DOBR:

Dylan O’Brien estava gravando “A Cura Mortal”, o último filme da franquia de “Maze Runner”, quando tudo mudou.

Ele estava realizando uma cena de ação em um veículo em movimento, usando cintos para a segurança, quando foi subitamente empurrado para o ar. O ator voou contra outro veículo… primeiro com o rosto.

“Eu tive uma severa concussão e trauma no cérebro,” diz O’Brien, calmamente, mesmo que com uns toques meio irritados em meio ao seu tom educado. “Basicamente quebrei todo esse lado do meu rosto,” ele diz indicando para o lado direito do seu rosto.

“Precisei de várias cirurgias de reconstrução facial. Tenho placas nela agora. Achei que era isso, que meu rosto nunca mais ficaria do mesmo jeito.”

Mas ficou. Os cirurgiões fizeram um trabalho incrível. Junto com a barba e os músculos que ele cresceu para o seu novo filme “American Assassin”, a única diferença é que agora seu rosto parece mais cheio, mais crescido.

“Agora vejo que saí com muita sorte dessa experiência,” ele diz. “A, me livrei disso. E B, consegui esse doutor ótimo que tomou conta de mim e me consertou.”

Seguindo essa experiência, O’Brien, que pode listar entre seus créditos “Teen Wolf” e “Horizonte Profundo”, decidiu aceitar o papel mais físico de sua vida: Mitch Rapp, agente de operações da CIA, em “American Assassin”. Para fazer esse personagem dos livro best-seller de Vince Flynn, ele precisaria treinar seu corpo e aprender a lutar como nunca tinha feito antes. Pelo menos, diferente do danificado Rapp, ele não precisaria matar pessoas.

“Foi definitivamente uma abordagem de frente,” ele diz sobre colocar ele mesmo nos rigores físicos desse papel. “Eu também senti mais conectado com o personagem de certo jeito, e mais informado do que eu poderá estar — ao mesmo tempo, estava horrorizado de fazer isso.”

O’Brien diz que ele aprendeu com os conselheiros da CIA sobre traumas pessoais que os definiram – como Rapp, e agora, O’Brien – em seus caminhos.

“Essa força vem, de certa maneira, de ter sobrevivido incidentes traumáticos. Obviamente, não é cada um desses caras, mas me senti realmente conectado com aquilo.”

Como Rapp, O’Brien é um assassino que nem sequer reage quando uma mulher não combatente é morta bem na frente dele.

“Eu sempre quis tentar implementar esses sinais de dor e dano,” ele diz sobre o desinteresse aparente de Rapp, “mas é muito importante que Mitch aceite que o que aconteceu com ele vai sempre estar com ele, e que nenhuma quantidade de vingança vai sarar aquilo.”

Interpretando um assassino que ele não poderia ter imaginado que entenderia desse jeito, assim como voltar ao set de “Cura Mortal”, tem sido tudo parte de um ano de recuperação.

“Eu tinha dias bons e ruins,” ele diz sobre a preparação para “American Assassin”. “Alguns dias eu ia para o treino e meu treinador sentia que eu estava… nesse lugar, sabe? Não um bom. Eu aleatoriamente tinha dias muito duvidosos e momentos tomados de pânico que eu queria apenas me render. Eu tive que constantemente me forçar através deles. Até quando eu estava saindo para gravar.”

“Eu tive um momento de pânico uma hora antes do meu vôo – ao ponto de não saber se eles me deixariam estar no avião. Mas eu sempre tive muito apoio… Meu pai foi comigo nesse vôo. Não acho que conseguiria fazer aquilo; ele foi comigo e era minha rocha.”

O’Brien está claramente orgulhoso de ter superado essas dúvidas para terminar os dois filmes. Mesmo depois de “American Assassin”, voltar para “A Cura Mortal” pareceu ser muito.

“Por dentro, você está querendo fugir – você não quer fazer aquilo, sabe?” ele diz. “Acabou sendo uma das melhores experiências da minha vida. Fiquei muito feliz em conseguir terminar. Senti um alívio depois de “American Assassin”; Fazia quase um ano desde o acidente naquela época, e eu me senti mais livre e como eu mesmo quando eu tinha concluído isso do que no ano inteiro.”

Depois de ler essa entrevista é impossível não se emocionar, Dylan passou por um grande trauma em 2016 e American Assassin, de certa forma, o ajudou a superar o acidente. Nós somos tão gratos pelo Dylan e em como ele conseguiu passar por algo tão terrível e assustador, ele é tão forte por lidar com tudo isso.

Nós apreciamos tanto nosso menino e pensar em como as coisas poderiam ter sido ainda piores é realmente de quebrar o coração, por isso nada mais justo do que agradecer Dylan, sua família, American Assassin e todos que o ajudaram durante o momento mais difícil de sua vida.

Esse filme significa muito para o ator e é por isso que devemos apoiar o filme com todo nosso carinho. Estamos muito felizes que Dylan está bem e saudável e mal podemos esperar pra ver o que o futuro guarda pra ele.

Nós te amamos Dylan e o orgulho que sentimos é impossível de explicar, estaremos sempre aqui para te apoiar e mal podemos esperar pra assistir O Assassino: O Primeiro Alvo.

Publicado por Ana Paula Souza em 07.09

Setembro está chegando e estamos cada vez mais próximos de finalmente ver Dylan O’Brien quebrando tudo como Mitch Rapp, o perturbado protagonista de American Assassin.

A divulgação da adaptação cinematográfica está a todo vapor e o jornalista Ryan Lamble, do site Den Of Geek, postou uma matéria sobre sua visita ao set do filmagens. A matéria é bem detalhada e conta com entrevistas com o diretor Michael Cuesta e os atores do filme. Você pode lê-la completa neste link.

O DOBR fez um resumo com os pontos mais importantes da matéria:

As filmagens de American Assassin começaram em setembro e o autor da matéria estava presente numa sequência tensa que foi gravada em outubro, num armazém escuro no lado oeste de Londres, mas que foi construído para representar um túnel sob algum lugar de Roma.

A atmosfera das gravações era alegre especialmente devido a Lorenzo di Bonaventura e Dylan O’Brien. Desde as primeiras filmagens vistas, American Assassin é claramente um filme violento e triste, mas as risadas e brincadeiras eram diárias no set.

Depoimento de Dylan sobre o personagem: “Eu sempre penso muito em como quero interpretá-lo; o aspecto emocional dele é maravilhoso – ele guarda tudo o que aconteceu com ele. Você vai ver um cara lidar com as consequências de uma fase dramática da vida dele. Isso o transforma completamente. É fascinante assistir como Hurley tenta ensinar Mitch a tirar o lado pessoal, tirar a emoção, explicar que é um trabalho. É o que fazemos. Ir atrás dos terroristas só vai direcionar a um caminho horrível e você não vai morrer da maneira que espera morrer. Acho muito fascinante que esse cara super novo vai atrás disso por vingança. Ele quer justiça pro que aconteceu com ele”.

Dylan, apesar de magro, é bem convincente como um lutador habilidoso.

Mitch, apesar de se virar bem numa luta e ser bom atirador, ele não é exatamente a máquina de matar que a CIA está procurando. E ainda, a relação dele com Hurley não é lá aquelas coisas: a antipatia entre eles é grande porque um não aprova a filosofia do outro.

É bem fácil ver por que Dylan O’Brien foi escolhido para o papel: ele consegue interpretar o papel muito bem e fazer a parte de ação, mas ainda tem uma vulnerabilidade nele que encaixa no papel e uma facilidade de se cativar por ele.

Dylan O’Brien aparenta ser muito realista e pensativo. Ele estava almoçando enquanto conversávamos sobre seu personagem e sobre armas de fogo em filmes. Nota importante: era sete de novembro e estávamos a um dia da abertura das eleições norte-americanas. Havia um medo prolongado que Trump pudesse de fato ganhar. “Desligue isso e eu direi exatamente o que penso sobre Trump”.

American Assassin foi filmado, além de Londres, em Birminghan, Glasgow e Roma.

O Assassino: O Primeiro Alvo estreia nos cinemas brasileiros em 21 de Setembro.

Publicado por Ana Paula Souza em 31.08

A última semana tem sido de promoção pesada para O Assassino: O Primeiro Alvo e durante sua passagem por Austin, Texas, Dylan O’Brien cedeu uma entrevista à Allie Hanley do site Geekscape. Confira abaixo a tradução:

A CBS Films trouxe à Austin uma exibição de seu novo filme, American Assassin, no teatro Alamo Drafthouse na terça-feira (15). As estrelas do filme, Taylor Kitsch (Battleship) e Dylan O’Brien (Teen Wolf) apresentaram o filme e responderam as perguntas dos fãs sobre seus papéis no filme que será lançado em setembro.

O filme segue Mitch Rapp (Dylan O’Brien), um recém-recrutado da CIA que será treinado para se tornar um agente de operações especiais pelo veterano da Guerra Fria, Stan Hurley (Michael Keaton). O par é então alistado pela diretora adjunta da CIA Irene Kennedy (Sanaa Lathan) para investigar o roubo de plutônio. À medida que se aproximam do ladrão, eles descobrem que um agente desonesto (Taylor Kitsch) está envolvido no roubo da bomba nuclear.

Dylan O’Brien discutiu seu papel exclusivamente com o Geekscape.

Allie Hanley: Parabéns pelo novo filme. Você pode me contar sobre seu personagem em American Assassin?

Dylan O’Brien: Claro. Eu interpreto Mitch Rapp. Bem, é uma espécie de história de origem. Meu personagem é um cara que teve algo muito traumático acontecendo com ele. Ele tragicamente perde o amor de sua vida em um ataque terrorista enquanto estava de férias. Seu mundo é virado de cabeça para baixo e isso faz com que ele comece a treinar para buscar vingança. A CIA o intercepta e depois o recruta para esta divisão chamada Orion.
É uma história interessante sobre crescimento, usando o contexto do mundo anti-terrorismo da CIA. Este personagem tem que crescer neste mundo e descobrir se ele está apenas procurando buscar vingança pelo resto de sua vida, ou se ele pode manter o controle e ser útil para o seu país.

AH: Este papel soa um pouco mais sombrio do que alguns dos papéis que você fez no passado.

DOB: Mais sombrio? Sim, é uma boa história e acho que é bastante violento, mas nada louco. Este personagem talvez seja um pouco mais velho do que os personagens que interpretei no passado. Ele tem vinte e poucos anos, está comprometido, perde seu noiva, e começa a treinar para ser um assassino, então sim, acho que você está certa .

AH: Este filme será bem recebido com o clima político atual?

DOB: Esperamos que sim. Essa foi uma grande preocupação nossa, de todos os envolvidos. Era também a minha maior preocupação. Eu acho que trabalhamos muito com o script para torná-lo fundamentado e tão autêntico como nós poderíamos. Todos estávamos realmente conscientes e tínhamos que ser sensíveis com a responsabilidade da história. Ao mesmo tempo é relevante, e o filme transmite uma espécie de paisagem neutra enquanto é autêntico e fundamentado. Apenas acontece que o tópico seja onipresente no momento.
Então, ao mesmo tempo que é uma história de ficção, no final do dia é um thriller de ação. (O clima político) Não é o principal foco ou mensagem.

A jornalista Allie Hanley também esteve presente durante o Q&A que aconteceu depois da exibição do filme e contou com a participação de Dylan e seu colega de trabalho, Taylor Kistch. Atualizaremos o post com o vídeo do Questions & Answers em breve.

O Assassino: O Primeiro Alvo (American Assassin no título original_ estreia nos cinemas brasileiros em 14 de Setembro pela distribuidora Paris Filmes.

Publicado por Ana Paula Souza em 24.08

O Assassino: O Primeiro Alvo (American Assassin) está chegando e a divulgação do filme já está a todo vapor, Dylan O’Brien e Michael Keaton, protagonistas da adaptação cinematográfica do Best-Seller de Vince Flynn, concederam as primeiras entrevistas sobre o filme para repórteres que tiveram a chance de assistir ao filme antecipadamente.

Na entrevista com Kylie Erica Mar, do Made In Hollywood, os atores falam sobre a grande cena do ataque terrorista na praia e do quão importante era fazer as cenas de ação parecerem realistas:

Com Scott Garty, em uma entrevista bem divertida, Dylan e Michael mostraram entrosamento e o ator veterano elogiou a maneira que O’Brien trabalha:

Já, Kim Holcomb pergunta se Dylan, quando ainda dublava as Spice Girls no Youtube, um dia imaginou que trabalharia em um filme como esse, atuando com uma lenda como Michael Keaton:

Rachel Smith, diz que Dylan se torna um potencial ator de filmes de ação com uma atuação que é até então o ponto alto de sua carreira. Mais uma vez Dylan O’Brien e Michael Keaton mostram ótimo entrosamento:

Por último, Leanne Aguilera pergunta à Dylan sobre sua recuperação após o acidente do ano passado e o ator conta o quão importante o papel em American Assassin foi nessa trajetória:

A divulgação de O Assassino: O Primeiro Alvo está apenas começando portanto fiquem ligados no Dylan O’Brien Brasil para não perder nada sobre o filme, que estreia nos cinemas brasileiros em 14 de setembro.

Publicado por Ana Paula Souza em 25.07

Quinta-feira (20) foi um dia de fortes emoções para os fãs de Dylan e de Teen Wolf. O ator, que não estava na lista de atores que estariam presentes no painel da Comic Con de San Diego, fez uma aparição surpresa, levando os fãs à loucura. Dylan respondeu perguntas de fãs e se emocionou com Tyler Posey. Logo após, o elenco deu entrevista a alguns sites, um deles sendo o IMDb, na qual Dylan nos explica como estar no último painel da série o fez se sentir. Assista:

Publicado por Lara Bezerra em 22.07

Hoje (20), começou o maior evento geek, que ocorre todo o ano em San Diego, na Califórnia. A Comic-Con Internacional contou com a presença do querido elenco de Teen Wolf, que já é veterano no evento, tendo participado por oito anos consecutivos da SDCC. O tradicional Painel de perguntas e respostas contou com a presença dos atores Dylan O’Brien, Shelley Hennig, Tyler Posey, Dylan Sprayberry, Cody Christian, Charlie Carver, Melissa Ponzio, Linden Ashby, Khylin Rhambo e o produtor Jeff Davis. Depois disso o elenco participou de uma comemoração após o Painel, para celebrar a última temporada da série e, consequentemente, o último Painel de Teen Wolf na SDCC. Em seguida, concederam uma divertida entrevista ao IMDb.

Confira abaixo mais detalhes do elenco na SDCC:

 

Painel de Teen Wolf:

 

Durante o Painel de Teen Wolf, o segundo trailer da 6B foi exibido. Os atores falaram bastante sobre a última temporada e Dylan O’Brien fez questão de manifestar sua eterna gratidão à série e ao seu personagem, Stiles Stilinski, do qual tem muito orgulho e respeito em ter interpretado.

“Eu sempre vou olhar para o Stiles e saber que ele foi meu favorito. É o melhor personagem que um cara poderia pedir.” – Dylan O’Brien sobre seu personagem Stiles.

Confira alguns vídeos durante e nos bastidores do Painel:

Festa de comemoração pós-painel:

 

O elenco se reuniu em uma descontraída confraternização, com direito a brindes, risadas e abraços, para celebrar o fim de uma importante etapa na carreira de todos os envolvidos na série. Veja mais no vídeo abaixo.

 

Entrevista para o IMDb:

 

Mais uma vez, o elenco senta junto para uma entrevista exclusiva ao site IMDb. Confira abaixo os boomerangs gravados por eles, durante a entrevista.

A segunda e última parte da sexta temporada de Teen Wolf estreia dia 30 de Julho, na MTV americana, e será exibida aos domingos.

Em breve atualizaremos esse post com todo o Painel de Teen Wolf legendado e na íntegra. Fiquem ligados no DOBR para mais novidades.

Publicado por Gisele Alegre em 21.07